Tempo de Recomeçar

Tempo de Recomeçar
"Essa história vai emocionar você"

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Metamorfose


Escalei os muros da ausência
Rastros de sombras entre as mãos
Embaixo dos olhos muda inocência
Acordei nos braços da solidão

 
Luze uma estrela no céu
A mesma que me viu amar e sorrir
Agora, cobre-me com seu véu
As águas tristes deste partir


Mergulhei os olhos no mar
Escondi meus versos numa rocha
Tenho a sina de sonhar,
Sonhos vivos de morta!

 
O caminho consome passos
Faz a curva das despedidas
Destino tecendo laços
Despindo vidas...


 
Cassiane Schmidt

6 comentários:

Thiago Dominoni disse...

Do que seria a vida senão a dor?
É preciso doer lá no fundo.
Doendo aprendi a amar mais.
E a ausência tão pouco dói, acostuma.

Um abraço.

Thiago Dominoni

Socorro Melo disse...

Ausência, solidão, partida, sempre remontam a sentimentos de tristeza, de perda, mas, fazem aflorar a alma sensível do poeta.

Beijos
Socorro Melo

Socorro Melo disse...

Oi,

Voltei. Hoje pra te desejar um feliz dia do amigo!

Ana Martins disse...

Boa noite,
muito bonito e intenso, um poema triste que desnuda sentimentos e emoções, parabéns.

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

PALIMPTEXTO disse...

Oi, querida! Quanto tempo! Como sempre, teus textos são lindos e tocantes. Este está resgatando um intimismo da poesia romântica do século XIX, adorei!

Arruda disse...

Parabéns, muito lindo!