Tempo de Recomeçar

Tempo de Recomeçar
"Essa história vai emocionar você"

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Sem saída


Hoje acordei invertida

Feita de entradas

Portas abertas

Janelas fechadas!

Papéis e livros manchados

Colecionam meus personagens

Paisagens em preto e branco

Sonhos miragens...



Hoje acordei quatro estações

Olhos verão

Boca primavera

Outono e inverno

Congelam vozes e versos

Tudo e nada ao mesmo tempo

Mundo desmaiado em contradição

Efêmero e eterno costuram silêncios

O medo é zoom na escuridão




Hoje acordei feito um grito

No vazio que o tempo recita

Onde tudo é mito

Ausência que nada explica




Ternos escondem corpos

Lenços e fotos umedecem lágrimas

O que importa estar perdida?

Se depois da chegada

Vem sempre a partida?

Se a vida passa, passa...

E a morte não passa

De uma rua sem saída!



(Cassiane Schmidt)

3 comentários:

Hamilton H. Kubo disse...

A morte sim não deixa de ser uma rua sem saída.
Mas vale lembrar que em vida, desta rua não precisa lembrar, tampouco por ela passar.
De a vida rumo incerto, mas certo de vida.
Hoje foi apenas uma manhã nublada, mas nada impede que amanhã seja um dia ensolarado.
Veja a vida e suas maneiras desformes, o importante é fazer da vida, e que todo dia se transforme.

Descobrindo - Leticia Duns disse...

Nossa Cassiane, perfeito !

Saudades de passar por aqui !

Adoro sempre !

Beijos
Leticia Duns.

Sarah Slowaska disse...

"O medo é zoom na escuridão."

Adorei isso!
Eu não acordei assim, mas acho que adormecerei desta maneira...

beijinhos